Conversa íntima: Amanda Jaimes, adepta a campanha “Eu escolhi esperar”

Antes da entrevista, devo explicações por nossa nova TAG. O intuito é entrevistar a cada semana uma pessoa nova, mas com ideais específicos, para tornar tudo mais interessante. Espero que se identifiquem com nossos entrevistados, e que cada questionário tenha alguma relevância no seu dia-a-dia! A primeira entrevistada do “conversa íntima” é Amanda Jaimes! A garota tem 17 anos e cursa publicidade e propaganda. Nosso papo provém do fato dela aderir ao movimento “eu escolhi esperar”, que apoia jovens que esperam até o casamento para iniciar sua vida sexual com o companheiro(a). Como a campanha vêm entrando em ascensão com as mídias sociais, conversei com uma adepta, que pode nos dar mais detalhes.

  • Do que se trata a campanha?

A campanha do Eu Escolhi Esperar, ao contrário do que muitos pensam, não é uma campanha de castidade, é uma campanha bíblica, fundadas logicamente na bíblia e o que acreditamos no que através dela, Deus nos deixou, de certa forma, como um “manual” para a parte da sexualidade humana.

  • Qual o papel das redes sociais na campanha?

As redes sociais têm sido de uma grande importância. Não como uma alienação, mas como uma nova forma de divulgar o que Cristo ensinou. Se hoje em dia, várias práticas, pensamentos e ideologias são expostas nesses meios de divulgação, na maioria das vezes, atraem novas pessoas para um certo tipo de alienação, estamos usando para divulgar ideologias, que sirvam para uma forma de vida mais leve e pura, muito além do que o homem enxerga.

  • Você acha que esse movimento ajuda as pessoas que querem esperar pelo casamento a “saírem do armário?”

Sim, esperar pelo sexo depois do casamento sempre foi algo um tanto “constrangedor”, pois nunca foi visto como princípios que a pessoa que optou, e sim visto como uma pessoa que está “encalhada” ou sozinha. Então, com a campanha, vários adeptos viram que não eram os únicos e não é uma coisa ruim.

  • Quem não é mais virgem é bem vindo no movimento?

Sim, qualquer pessoa que não é mais virgem é bem mais que bem vinda. Inclusive, o idealizador do movimento Pastor Nelson, diz em suas palestras que ele conhece algumas pessoas que não eram mais virgem, mas casaram “puras”. Todas as pessoas que entenderam a mensagem da campanha, e optaram se guardar para o casamento são bem vindas.

  • O que pensa sobre o anel da pureza, usado nos Estados Unidos?

O anel da pureza dos Estados Unidos, é um movimento criado como castidade, por causa da decadência sexual que o Estados Unidos viveu e ainda vive. É um pouco diferente da campanha do EEE, pois o movimento, como eu disse, não é de castidade e sim uma opção, um modo diferente de não só valorizar princípios bíblicos, pessoais ou sexuais, mas um estilo diferente da vida, que valorize o que há mais precioso no mundo: seu corpo.

  • Você acha que os jovens adeptos não recebem o devido apoio da igreja?

Nem todas as igrejas apoiam. Inclusive, conheço pastores, bispos que já não tem esses princípios, mas conheço pastores que super apoiam e incentivam aos solteiros ou em algum relacionamento sério guardarem sua pureza sexual para o casamento.

  • Como seus amigos reagem a essa decisão? E seus familiares?

Tenho amigos que taxam isso como um movimento de gente “quadrada” e que todos têm que usufruir da vida sexual e fazê-la ativa independente do casamento. Como também tenho amigos que entendem e se guardam. Meus familiares super apoiam e são adeptos ao movimento.

  • A mídia popular influencia no movimento?

Sim, a mídia não só influencia mas como também desperta a curiosidade de conhecer o movimento.

  • Que versículos da bíblia incitam o conceito do “eu escolhi esperar”?

Os versículos que posso citar que incitam o esperar, se encontram em 1 Tessalonicense, capítulo 4, versículos 3 e 4 -“Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição; que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra,”.

  • Afinal, por que vale a pena esperar?

Existem vários versículos encontrados na bíblia, que eu poderia citar, mas no meu conhecimento, vejo que os planos de Deus são bem maiores que os nossos, e como questionar Ele, que criou o sexo? O sexo foi criado para o casamento, é mais que uma relação de amor ou prazer, é uma relação com trocas de sangue, e isso deve ser feito com uma pessoa que pensa em uma vida com você, não com uma que vai te usar, só pra te levar para a cama. O ser humano é um ser único, não um objeto. As pessoas hoje em dia vêem o sexo fora do casamento como algo tão normal, que entram em relações abusivas e lesivas. Mas enfim, Deus nos deu o livre arbítrio, mas não nos livrou das consequências. Vale a pena esperar por aquilo que se vale a pena ter.

Clicando aqui vocês podem acompanhar a página no facebook da campanha, onde são postados diariamente vídeos, fotos, também é disponibilizada a venda de produtos correspondentes ao movimento e a agenda de cursos/palestras recomendados para namorados, noivos, em côrte e solteiros.

Anúncios